Casa do Marquês comemora 30 anos

O presidente da Casa do Marquês, José Eduardo Sampaio, garantiu esta quarta-feira que a empresa que fundou há 30 anos “é um caso de sucesso incrível”, líder de mercado no segmento de catering e produção de eventos.

“Tem sido uma aventura extraordinária”, disse, agradecendo aos colaboradores a sua dedicação e profissionalismo. A administração da Casa do Marquês reuniu esta quarta-feira, ao início da tarde na sua sede no Prior Velho, os seus colaboradores para uma rápida pausa de celebração do trigésimo aniversário da empresa.

Mais de uma centena de funcionários tiveram oportunidade de cantar os “Parabéns a Você!” e soprar as velas do bolo de aniversário, momento replicado pelas várias equipas de trabalho que, fora da sede, também celebraram os 30 anos.

“Quero agradecer a todos esta caminhada de muito sucesso, de muito trabalho, de muito sacrifício também. Têm sido uns anos fantásticos para todos e para os nossos clientes. Os agradecimentos que tenho vindo a receber diariamente de todos vocês e dos nossos clientes enchem-me de orgulho”, afirmou na ocasião a administradora Florbela Bem, que há 30 anos fundou com José Eduardo Sampaio a empresa.

O presidente da Casa do Marquês, José Eduardo, antigo jogador profissional do Sporting, onde foi bicampeão nacional e vencedor de uma Taça de Portugal e de uma Supertaça, aproveitou o mundo do futebol, que tão bem conhece, para falar desta caminhada de três décadas.

“A Casa do Marques tem sido uma aventura extraordinária. Um caso de sucesso incrível. Qual Real Madrid ou Barcelona, protagonizada por grandes campeões. Exemplos de espírito de equipa. Onde os craques não se sentem maiores que os demais. Onde as constantes vitórias são celebradas no plural e as pessoas, sejam quais forem os cargos ou funções, são tratados pelo seu nome. E a ribalta está reservada, em exclusivo, para os nossos clientes”, afirmou numa mensagem endereçada a colaboradores e clientes e publicada esta quarta-feira nas redes sociais da empresa.

O empresário prosseguiu a analogia futebolística. “Como um clube, temos adeptos espalhados pelo mundo, que nos seguem, procuram os nossos serviços e recomendam-nos num mundo que, por ser globalizante, é muito mais exigente. E isso, meus amigos, trinta anos após o 16 de Outubro de 1989, podem crer que é muito compensador e sobretudo emocionante”, concluiu.

Com uma faturação recorde de 12 milhões de euros em 2018, que corresponde a um aumento de 21% em relação ao ano anterior, a Casa do Marquês lidera o segmento de catering e produção de eventos. No ano passado, organizou ou marcou presença em 1.251 eventos, tendo servido um total de 278 mil pessoas.

 

Quer marcar a diferença?
Está na hora de preparar o seu grade evento, permita-nos ajudá-lo a concretizá-lo!