Lisboa Capital Verde Europeia: Casa do Marquês serve jantar oficial

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, deram o pontapé de saída para a Lisboa Capital Verde Europeia, com um jantar protocolar servido pela Casa do Marquês na Estufa Fria.

 

Com cerca de 300 convidados, o jantar marcou o ponto de partida da iniciativa europeia, com Lisboa a suceder a Oslo, capital da Noruega, como Capital Verde. O serviço foi efetuado pela Casa do Marquês, empresa líder no segmento de catering e organização de eventos, e que tem sido frequentemente escolhida pelo Protocolo de Estado para servir eventos oficiais.

Creme de Espargos brancos com crocante de linguiça, croutons de brioche e requeijão com flor de sal, e Lombo de Bacalhau Asa Branca confitado com batatas assadas e grelos e terra de azeitonas formaram a ementa do jantar, que terminou com um buffet de sobremesas.

O galardão Capital Verde Europeia 2020 foi atribuída a Lisboa a 21 de Junho de 2018. A distinção, que resulta da avaliação de um conjunto de especialistas internacionais sobre 12 indicadores que visam avaliar a sustentabilidade da cidade, foi anunciada pelo Comissário Europeu do Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella.

Exposições, debates, conferencia e outras iniciativas marcam este ano em Lisboa com o foco no ambiente e alterações climáticas, bem como na saúde e alimentação saudável.

“Cada vez mais as preocupações com o ambiente e a sustentabilidade do planeta estão no topo da atualidade. Também na Casa do Marquês temos vindo a trabalhar nessa vertente, motivando as nossas equipas para esta urgência”, explica o CEO da empresa.

Miguel Seijo y Seijo destaca a “redução do plástico”, o “reforço da reciclagem”, a “eficiência dos recursos energéticos” e “a aposta em boas práticas ambientais nas cozinhas” como objetivos para continuar a perseguir.

“A Casa do Marquês é uma referência no mercado pela excelência dos serviços que prestamos, bem patente aliás no crescimento do número de clientes e de faturação. Mas queremos estar também na liderança das boas práticas ambientais, porque as grandes empresas são também aquelas que estão à altura dos grandes desafios”, concluiu.

Quer marcar a diferença?
Está na hora de preparar o seu grande evento, permita-nos ajudá-lo a concretizá-lo!