Comunicado Casa do Marquês

Face às notícias profusamente veiculadas na comunicação social e que, entre outros, visam, e atingem, o bom nome da Casa do Marquês S.A. cumpre-nos esclarecer:

1. A Casa do Marquês S.A., fundada em 1989 é líder em Portugal e referência na Europa, no sector do catering.

2. É falso que que tenha havido um prolongamento de contrato com a atual direção do SCP.
a) O contrato de prestação de serviços pela Casa do Marquês no Estádio de Alvalade, que data de 2003, sob a presidência de António Dias da Cunha, tem o seu término no final da atual época desportiva.
b) No respeito do clausulado então celebrado, o SCP comunicou à Casa do Marquês por carta registada de 01/09/2017, a sua intenção de não renovar o contrato em curso.
c) Nessa comunicação, o SCP abre a porta a um novo ciclo, através da celebração de um concurso, o que permite às duas entidades a possibilidade de avaliação das condições e confluências de interesses quanto à negociação e celebração de um novo acordo.

3. É igualmente falso que tenha havido, ou haja, qualquer envolvimento da Casa do Marquês na Academia do SCP.

4. Conforme foi amplamente divulgado, celebrou-se em 01/07/17, o casamento de Joana Ornelas e Bruno de Carvalho. A festa, conforme é público, decorreu na Estufa Fria, espaço concessionado em exclusividade à Casa do Marquês S.A..
a) O pagamento dos encargos com o evento foi suportado, integralmente, pelos nubentes, que respeitando as condições estipuladas pela Casa do Marquês S.A. para este tipo de acontecimentos, efetuaram antecipadamente, por transferência bancária, em 28/06/17, o respectivo pagamento.
b) Deste modo, comprova-se que a afirmação de que outras entidades, que não os noivos, teriam pago as custas do acontecimento, são igualmente falsas.

Face aos evidentes prejuízos materiais e pessoais que tais afirmações acarretam, reserva-se a Casa do Marquês S.A. e os seus administradores ao direito de tomar as providências necessárias à minimização dos danos causados.